Review dos Spoilers de Forças Estelares!


Welcome True Believers!!! Acharam que paramos no review dos Decks de Forças Estelares???

Não!!! Nosso pequeno revisor, o terror dos desavisados... Aquele que busca os 15 pontos como sua contra-parte busca as Jóias do Infinito, um dos nossos mais recentes campeões, LG, que trouxe mais uma revisão especial dos cards já anunciados de forças estelatres.

Vamos a eles:

Deadpool: Quem diria que aquele Fake de 2015 iria ser real. Isso mostra que as cartas estão cada vez mais fortes. Para não falar que está complemente o mesmo, a passiva mudou bastante. De uma forma que vai na contra mão do jogo, ele se mostra o dono do poder Regeneração. Ímpeto para ele e Surpresa até para os demais. Além de conseguir se Capacitar tbm. Falta saber qual será o futuro de Regeneração, por enquanto tudo isso é apenas uma esperança. A ação e muito forte. Bate 2 normal e 1 penetrante e ainda pode escolher um dos alvos para incapacitar é bizarra. Com certeza vai estar nos decks em geral. NOTA: 4,5/5.

Deathlock: Com Genialidade, essa carta comum pode ajudar muito os decks de I.M.A e MAGGIA. Sua ação te permite comprar ou bater penetrante e que ainda pode ser ampliada carregando suportes. Infelizmente ações apenas de ataque não costumam ver muito jogo exceto quando possuem passivas imprescindíveis. Diria que é um Cabelo de Prata pequeno ou piorado, mas que pode ser muito útil. NOTA: 2,0/5.

Denoriano Nova: Aos poucos Tropa Nova vai ganhando reforços. Verdade que nunca uma afiliação demorou tanto para isso. Claramente a Copag está repondo à utilização do Asa e Falcão que um dia ajudaram na geração de recurso. Com essa busca no deck, espero que os outros Novas da coleção funcionem como uma Refração Cósmica (ou seja, com passivas que se beneficiem ao pagar custo cósmico). De resto, seria interessante pelos 4 poderes se não tivesse uma ação tão ruim. Pagar 2 de Cósmico para bater 2 e comprar carta é ridículo no momento em que o jogo se encontra. Resumo, obrigatório no deck de Tropa Nova e rezar para ele estar carregando Desastre ou Toque durante o jogo. NOTA: 1,5/5.

Demolidor V3: A primeira Super e já com cara de Ultra. O lado vilão do Demolidor veio chutando tudo para alto. Enquanto o V3 é ótimo para compor qualquer deck, o V4 faz ainda mais e deve ter alguns decks sendo criados em torno dele. Primeiro, óbvio, é o deck de Tentáculos que tem tudo para ser a Ordem Negra da vez, com capacitação e proteção a lá Estranho V2. E falando em Estranho, pq não juntá-lo aos já existentes decks de Magia seja variado ou aqueles com foco maior em Defensores!!! Ele promete ser mais uma defesa contra Máquina de Bloqueio. Além disso, com a provável chegada de Investigação de Elasticidade e Agilidade Com certeza terão outros decks. Minha única divergência é com relação ao Poder da ação, no mais ótimo personagem. NOTA: 5/5.

Drax V2: O que falar do Drax. Personagem com um grande “Potencial”, mas meio ignorado pela equipe de criação. Entendo que a ideia foi juntar essa versão com a anterior, mas sabemos que não vai acontecer. Quem sabe surja um deck de Guarda do Infinito que ele possa ver jogo. NOTA: 1/5.

Guerreiro Kree: Apesar de eu ter começado a jogar BS em IV, meus decks preferidos eram Guardiões e Kree. Então achei legal novos personagens dessa afiliação. Infelizmente ficará apenas nos decks for fun mesmo. Por outro lado, a carta trás uma novidade interessante. Potencializar pode ser muito bom se utilizado com cartas de dano penetrante. Nas demais ações não acho que farão tanta diferença. NOTA: 0,5/5.

Fóton: Quando eu comei a ler o texto desse personagem imaginei que fosse dizer, “...colocá-lo em cena”. Não foi dessa vez. Por outro lado, pode ser que o fato de olhar o Topo no turno que entra em cena somado ao Cavaleiro possa ser muito forte, não sei. O grande problema e sua configuração. Ser 5/2 sem uma ação de respeito deve tirá-lo de qualquer deck. NOTA: 1/5.

Ninja do Tentáculo V3: Mais um para compor o time dos Tentáculos. Dentre todos é o pior. Porém é bom para dar mais consistência ao deck, já que quanto mais em cena melhor. Veremos o que a Copag está guardando para esse novo velho deck. NOTA: 1,5/5.

Quasar: Personagem interessante, mas muito específico. No jogo que o BS se transformou, onde não importa muito quais habilidades os personagens estão carregando (muitas vezes nenhum), ter um personagem completamente voltado para um único poder não é muita coisa. Para os fãs de Ataque Energético esse vai ter lugar cativo no Unipoder. No mais, é aguardar o resto da coleção e vê se há mais chances de jogo. NOTA: 1,5/5.

Víbora: Será o retorno da H.I.D.R.A.??? A Harpia faz a mesma coisa para S.H.I.E.L.D. e o deck não decolou. Diferentemente de quando saiu OS, dessa vez é genialidade que domina o jogo. Se continuar assim é possível vermos alguns poucos ótimos jogadores transformando o deck em algo competitivo. NOTA: 2,5/5.

Nova Primordial: Aos poucos a Copag vai liberando as cartas boas. Com Liderar e uma passiva que pega cartas do recurso para a mão, em tempos de escassez de capacitação vai ser muito útil. A ação tbm é boa. Em tese serve até para ganhar 1 de recurso e ainda bate 3 em qualquer fase. Os poderes podem trazer algo de novo. Juntar Cósmico com Super Força em um personagem pequeno (perto dos demais que compartilham a mesma coisa) é uma novidade. Vamos ver até que nível esses decks chegarão. Quanto ao deck de Tropa Nova ai é uma incógnita. De antemão, como o Sr. Cecathi bem observou em nosso grupo de WA, já sabemos que vem um Suporte deles. Será só isso?!?! NOTA: 4/5.

Vocês concordam com oLG? Deixem suas opiniões nos comentários!!! Abraços a todos!

#BSFE #Cards #Review #SpoilersFE

181 visualizações

cecathionline.com