Análise Gringa: WandaVision Ep 06

As séries com lançamentos semanais tornaram-se uma raridade graças ao Netflix insistir em lançar todos os episódios de uma vez. No entanto, WandaVision se encaixa perfeitamente na programação de lançamento semanal, oferecendo momentos de suspense e angústia, permitindo que os fãs da Marvel teorizem sobre os menores detalhes, muito mais que The Mandalorian, que contou mais histórias individuais episódio a episódio, ao invés de ser essencialmente um filme dividido em nove partes.

Na semana passada, vimos Pietro Maximoff, agora interpretado por Evan Peters, aparecer na residência Maximoff. Foi uma revelação colossal que cruzou os multiversos para trazer a versão dos X-Men da Fox para o já estabelecido Universo Cinematográfico Marvel. Pode ter sido uma escolha desconcertante, mas Peters é fenomenal no papel e é difícil imaginar Aaron Taylor-Johnson com a mesma arrogância e sarcasmo, mas charme agradável. Peters atua como sendo o tio legal que dorme até as 16h, apenas para causar o caos com as crianças quando ele finalmente acorda. Mesmo que não haja nenhuma travessura de multiverso em jogo aqui e eles realmente tenham acabado de reformular Pietro, a escolha é inteiramente justificada por este episódio.

O impacto de sua aparência é sentido imediatamente. Após a abertura no estilo “Malcolm in the Middle”, vemos Pietro encorajando as crianças a serem ainda mais pestinhas do que o normal. É Halloween, e a família está se preparando para sair com doces ou travessuras, com todos vestindo fantasias muito próximas aos seus uniformes dos quadrinhos (cada roupa é explicada como se inspirando em coisas diferentes). Visão, no entanto, tem outros planos e entra em modo de detetive tentando descobrir o que realmente está acontecendo em Westview. Observar o sintozóide se tornar cada vez mais consciente de que nada está certo neste subúrbio perfeito e ir tão longe a ponto de tentar escapar à custa de sua própria vida é particularmente ameaçador. Eu gostaria de ter visto as falhas se desenrolando um pouco mais e se tornando mais assustadoras, mas essas cenas reforçam o quão aterrorizantes os poderes de Wanda se tornaram. A conversa de Wanda com Pietro na praça da cidade também ajuda a exemplificar como as coisas estão realmente erradas em Westview. O velocista sem dúvida nos ajudará a obter algumas respostas muito necessárias, não sendo um estranho, marido ou filho, mas como um irmão, Pietro pode ajudar Wanda a se abrir e talvez até mesmo reverter o curso do que está acontecendo. Ou isso, ou Pietro é realmente um peão no esquema do verdadeiro vilão para destruir a vida de Wanda ...

Elizabeth Olsen interpreta a quebrada Wanda soberbamente, a personagem presa entre querer esconder a realidade e finalmente ser capaz de falar com alguém. Paul Bettany é igualmente grande como Visão, desempenhando o papel de marido preocupado com grande sutileza. Ambos os atores foram impressionantes durante toda a temporada, e é emocionante pensar nas outras oportunidades que esses programas da Marvel darão a outros atores principais que ficaram de fora durante os filmes principais dos Vingadores.

Falando dos filmes dos Vingadores, a história se desenrolando fora de Westview parece muito mais alinhada com o que esperamos do MCU. As coisas estão ficando tensas enquanto o chefe do SWORD e o esquadrão Scooby de Rambeau se chocam, e estou animado para ver a Darcy de Kat Dennings no mundo da comédia de Wanda, mas essas cenas continuam a cair um pouco. O resto de WandaVision é tão brilhante e caprichoso e totalmente charmoso, tudo com dicas de uma escuridão subjacente, enquanto os momentos S.W.O.R.D. estão se tornando quase puramente direcionados à trama, com Jimmy Woo de Randall Park ficando com cada vez menos tempo para fazer truques de mágica. Dê a ele mais tempo para fazer truques de mágica!


Dizendo isso, os momentos finais constroem perfeitamente para um clímax cheio de ação que define os três episódios finais. Os poderes de Wanda são verdadeiramente aterrorizantes e, sem dúvida, haverá mais alguns obstáculos sinuosos à frente. E com certeza, estarei sintonizado novamente na próxima sexta-feira, ansioso para descobrir quem está potencialmente manipulando Wanda (e estou convencido de que há alguém puxando os cordões). Agora mesmo, em meio a uma pandemia que pode durar sabe-se lá quanto tempo, ter algo pelo qual ansiar todas as semanas se tornou mais importante do que nunca. Obrigado, então, a showrunner Jac Schaeffer de WandaVision. Ela não só entregou uma série fantástica que é cômica e profundamente triste, mas também deu a estrutura de minha vida neste tempo estranho.


Tradução: Equipe Cecathi On-Line

Origem: Gamesradar.com

Posts recentes

Ver tudo