Parte 3: As vezes certa! As vezes errada!


Welcome True Believers!


E agora chegou a vez da Marvel Comics! Vamos falar sobre os "erros" e acertos da editora no respeito ao material fonte de seus filmes e séries.


Vamos começar com o pé no peito!

Em minha opinião, a escalação que fizeram para os papeis do pessoal do Aranha nos dois filmes solo do personagem foram errados, por tudo aquilo que já expliquei nos outros dois posts! O background dos personagens não foi respeitado. PORÉM, eu aceitei que o Flash Thompson faz um bullying mais moderno... Que o Need Leeds nada mais é que o Ganke do Miles Morales... Além da Liz Allen.... Já a MJ... Ah, a MJ... Se os produtores batessem no peito e segurassem a bronca dos fãs de que a MJ da Zendaya é a Mary Jane, ficaria menos feio que falar que ela seria a Michelle Jones.

Não se enganem, ela tem a personalidade certa da MJ do universo Ultimate, no segundo filme do Aranha ela foi muito bem, mas esse lance de passarem um pano com o público ficou muito tosco... Tão tosco como a DC não aguentar a pressão e agora existirem dos Kid Flashs chamados Wally West, um ruivo e um negro.


Como falei antes, não seria necessária a troca de etnia da personagem para a história, basta ver como essa MJ interagiu com o Peter no filme, bastaria chamá-la de Michelle Gonzalez, que ela estaria de acordo com as HQs, não sendo a MJ normal. A Michelle Gonzalez dos quadrinhos, lembra as atitudes da MJ original, mas com sua própria personalidade.... Mas como a Marvel faria um filme do Aranha sem Gwen Stacy e Mary Jane? Seguiram pela linha fácil!

Ainda na Marvel, a revelação do Homem-de-Gelo ser homossexual durante o arco de suas contra-partes jovens foi quase um chute no saco dos fãs dos mutantes... "Ah seu homofóbico de m... Por que está falando isso???"

Eu falo isso porque as maiores histórias individuais, ou interessões fora dos X-Men, do Homem-de-Gelo sempre foram sobre suas namoradas ou possíveis amores! Judy Harmon, Zelda (sim, esse era o nome dela), Lorna "Polaris" Dane, Laynia "Estrela Negra" Petrovna, Marge Smith, Lev...


E entendam: O Homem-de-Gelo era apenas um coadjuvante nos X-Men, só anos depois, após a história da possessão de seu corpo pela Emma Frost, onde a telepata utilizou seus poderes de maneira mais eficaz e poderasa, o classificaram como Mutante Omega e o tornaram mais relevante.


Explicado isso, por que mudaram sua orientação sexual depois de anos de história? Será que não estavam tentando porcamente alcançar um público? Será que realmente foi algo que demonstra respeito ao público LBGT?


Por que digo isso? Existem personagens incríveis na Marvel que são homossexuais e suas histórias são tão boas de se ler, que não é preciso os roteiristas ficarem esfregando isso na cara do leitor sempre. E não entendam errado, também acho muito escrota histórias onde o relacionamento heterossexual fica sendo exposto. Afinal quando leio quadrinhos, não espero a "novela das 9" da rede globo.

Um exemplo disso? A Cruzada das Crianças!! Esse nome é familiar para você? É a história dos Vingadores + Jovens Vingadores que um imbecil tentou proibir de ser vendida por causa do quadro ao lado. Se você ler a história, ela é sobre amizade, lealdade e a busca pela sua história... Por sua família! É uma história fod@ que eu recomendo a todos! Alias, Wiccano e Hulkling são personagens muito bons!


Com isso, começamos com os pontos bons da Marvel... No MCU... Sam Wilson se tornando o novo Capitão América. Pantera Negra com a força de Wakanda que conhecemos nas HQs, Mulher Hulk que além de ser a versão feminina de seu primo, tem também a liberdade, tanto sexual quanto de carater, que muitos retrógrados criticam em uma mulher.

Blade, Capitã Marvel, Loki, Eternos e Jane Foster como Thor... E um detalhe muito relevante sobre a Thor: ela não precisa e não deve ser homossexual, basta ela ter o drama real: O Câncer. Para ser a heróina que ela é, ela deve sucumbir lentamente ao Câncer, já que o poder do Martelo corta os efeitos da quimeoterapia. Quer um senso de heroísmo tão grande quanto este?? Além dessa doença dos infernos ser algo que aflinge tantas pessoas no mundo. Duvido que você leitor, não conheça pela menos uma pessoa que sofra, ou que já tenha sucumbido, por essa doença.

Vários outros personagens possuem uma grande representatividade... Mas ai chegamos nela, a grande estrela recente dos quadrinhos e que vai ter sua série própria no Disney+, a Inumana Miss Marvel, Kamala Khan!


Uma personagem que respeita suas origens e que deve ser retratada assim. Para ficar completo, a Sony poderia se basear no Homem-Aranha Miles Morales, ao invés de criar vários filmes de vilões do Aranha (Venom é um que realmente merece filme). Se você analisar uma fase recente dos Vingadores, não era possível ter mais representatividade, do jeito certo, que essa equipe.


E esse é o ponto positivo de tudo... Representar o personagem como ele foi criado. Se eu quero que o público "X, Y, Z" seja representado no meu filme, eu pego o personagem respectivo e o utilizo. 100%.


O Arrowverse aprendeu isso com Batwoman e Raio Negro, esperemos os próximos filmes do DCU. Já a Marvel aprendeu com Pantera Negra e a Capitã Marvel. Agora o próximo passo tem que ser orgânico, natural... E não algo forçado, como aparentemente querem fazer em Thor: Love and Thunder. Eternos, se for como nas HQs, será algo muito bom! Assim como Miss Marvel e Mulher-Hulk.


Essa é minha opinião, ou melhor, opiniões em meus 3 posts! Sempre lembrando que isso é uma análise fria e crítica sobre as idéias das editoras, muitas delas covardes e pelo caminho fácil.


E você? O que acha sobre esse assunto?

Abaixo mais uma lista de personagens que podem ser caracterizados da maneira correta em outra mídia. Créditos nas imagens!


Abraços a todos!


0 visualização

cecathionline.com