Please reload

Posts Recentes

Battle Scenes para Iniciantes: Tornando seu Deck Competitivo

 Fala galera, muito boa tarde!

 

Adaptando ainda à esta rotina de reports meio a maior batalha de todas, que deixaria a Guerra Civil parecer uma briga de jardim de infância e o Desafio Infinito de Thanos uma manifestação pacífica de “FORA DILMA”, pois trabalhar em sampa morando na baixada e ainda arrumar tempo para a família e para o Rei do Crime lá de casa (Guilherme de 2 anos), lhes apresento meu segundo report.
 

Venho recebendo contato de diversos iniciantes no game que possuem inúmeras dúvidas, dúvidas estas que também já tive, e que só foram sanadas após conhecer os parceiros Junior Zero (atual campeão do Masters e grande parceiro), Luiz Silva (primeiro campeão do Masters) e Fernando Lima (Master), aos quais aproveito a oportunidade em agradecer mais uma vez pela ajuda, pois a visão do BS é outra após este intensivão e meus decks se tornaram muito mais competitivos com estas dicas. Divido tal conhecimento adquirido com vocês e apresento-lhes as cartas que em minha opinião não podem faltar em um deck competitivo, no intuito de expandir o game o tornar as batalhas entre os maiores heróis do universo, muito mais interessantes.


Antes de mais nada, é importante para um iniciante entender as fases do jogo e a importância de exaurir ao máximo seus recursos em cada uma delas. Na fase de contagem regressiva por exemplo, dado momento do jogo em que em sua mão já possui o ímpeto necessário para fazer frente à seu oponente, talvez seja interessante deixar que as cartas sejam jogadas no recurso passando a vez para baixar tudo o que possuir em sua mão no momento oportuno. Na fase de antecipação, remover as cartas ou inutilizar o personagem que mais causará impacto em sua mesa é a estratégia mais prudente, mas é certamente na fase de preparação que a bagaça acontece, e tudo o que você puder fazer nesta fase traçará seu destino daqui para o final da partida e em muitas oportunidades, selará sua posição como vencedor ou derrotado.
 

Trocadores de cards “swapers” por exemplo, são essenciais nos decks atuais. Reestruturação Molecular, Treinamento Intenso e Trabalho em equipe (para decks tribais) são importantíssimos para aumentar o número de ações que podem ser feitas em uma determinada fase. A dupla Asa e Falcão curte muito quando acompanhados de Investigação Silenciosa e Reestruturação Molecular, Personagens com ataque à distância adoram um trocador de cartas com Alvejar Comparsas, e se acompanhados do Cubo Cósmico, a brincadeira fica melhor ainda. Ainda não entendeu? Asa entra em cena com Investigação Silenciosa e busca o Falcão, que entra em cena com a Reestruturação Molecular. Asa investiga, Falcão usa a habilidade permanente da carta Reestruturação Molecular trocando esta pela Investigação Silenciosa do Asa. Falcão investiga. Quer um outro exemplo? Mística, capacitada em 2 utiliza Alvejar Comparsas causando 2 de cano em 2 alvos diferentes e já eliminando qualquer habilidade de antecipação. Sina, também capacitada em 2, utiliza a habilidade permanente do Treinamento Intenso, permutando a mesma pelo Alvejar Comparsas que acabou de ser utilizado pela Mística e causa mais 2 de dado em 2 alvos diferentes. Adicione agora à uma delas um Cubo Cósmico e voilá... Seu adversário já está tremendo e uma singela gota de suor começa a escorrer de sua testa. Agora, sendo um pouco mais sórdido e adicionando maldade pura neste instante, chamando a campo os Guardiões da Galáxia e sua nave “infeliz” e “sem noção”, Senhor das estrelas utiliza Trabalho em Equipe (1 de dano da nave), trocando lhe permitindo utilizar mais uma ação neste turno. Gamora, que acabou de receber de presente o Trabalho em Equipe também o utiliza (+1 de dano da nave) permitindo a ela agir mais uma vez neste turno, e enquanto houver mais personagens guardiões em mesa, o swap de cartas continuará ocorrendo e a Nave dos Guardiões sentando o dedo no botão de tiro o tempo todo. Some a isso a sequencia de alvejar comparsas ou qualquer outra ação que possa ser utilizada na preparação e lembrando que a Nave também causará +1 de dano para estas, não é mais uma Nave, é a Estrela da Morte detonando a porra toda...
 

Vamos falar agora de algumas cartas em específico, começando com a ULTRA que erraram a forma geométrica e ao invés de sair estrela veio como circulo.

 

 Esta carta na verdade não deveria ser somente com imagem opaca e borda preta. Ela deveria ter a borda prata, ou até mesmo dourada, deveria ser brilhosa, holográfica e que cegasse seus olhos se olhasse diretamente para ela e, ao ser baixada, os ceús se abririam a poderia se escutar as trombetas dos anjos anunciando o fim dos tempos... brincadeiras à parte, ela é muito, muito forte. Primeiro ponto a se observar: seu texto permanente, que diz que a mesma pode ser utilizada no turno em que entra em cena. O segundo ponto é sua função, que permite a você olhar as 3 cartas do topos do seu deck e, além de organizar seu futuro, comprar uma carta, gerar recurso e tirar aquilo que não será tão útil naquele momento da partida. Some à isso as trocas de cartas anunciadas acima e terás a possibilidade de comprar 2, 3 cartas, gerar a mesma quantidade de recurso, e tirar da frente o que seria inútil. Enfim, na minha opinião, não pode deixar de fazer parte de um deck.
 

 É uma das cartas mais úteis na minha opinião para início e fim de jogo. Para início de jogo, você tem a possibilidade de iniciar a partida trazendo para a mesa os personagens que mais se encaixam com as habilidades que vieram em sua mão inicial. O texto da carta diz: “Se você não tiver nenhum card em sua mão, coloque CONVOCAR REFORÇOS em seus recursos e procure em seu deck por até dois cards de personagens. Revele-os e coloque-os em sua mão. Embaralhe seu deck a seguir”. Assim sendo, o que impede de, em sua mão inicial, jogar tudo em seus recursos deixando somente o convocar reforços para buscar os 2 personagens mais interessantes para aquele momento? Vou dar o exemplo de minha “mão perfeita” quando estou jogando com os X-Men que trarei aqui em um futuro próximo: Forge + Convocar Reforços + Pássaro Negro + Qualquer Outro X-Men. Começa a partida e jogo uma carta no recurso que soma-se as outras 6, Compro uma outra carta que vem para a mão e escolho 1 para colocar nos recursos, me habilitando a colocar Forge, e este outro X-Men na mesa. Forge coloca o Pássaro Negro utilizando sua habilidade permanente com as cartas do topo do deck. Utilizo Convocar Reforços para puxar outros 2 X-Men e minha mesa está praticamente montada desde o primeiro turno.
 

O que você faria diferente se tivesse uma segunda chance? E o que faria se tivesse 2 chances? É exatamente isso que a Retirada Estratégica lhe proporciona e por este motivo ela, para mim, está entre as cartas que não podem faltar em um deck. Isto porque ela não somente lhe dá uma segunda chance, salvando seu suporte ou personagem de um destino ruim, fazendo com que o mesmo retorne novinho em folha na mesma fase de preparação em que foi removido; ela permite que você aja 2 vezes no turno de preparação com habilidades que sejam imprevistas e que possam ser utilizadas no turno em que entram em cena. Investigação Silenciosa poderia ser utilizada 2 vezes na preparação, Com Concentrar Poder, Águia Estelar poderia causar 4 pontos de dano ou Cristal incapacitar 2 personagens com suas ações inerentes. Já pensou ainda no estrago do Pyro podendo causar 7 de dano em um turno?
 

Não há segredo aqui. Trata-se de dano, muito dano como já descrito acima. Ter a possibilidade de, caso seus personagens estejam capacitados em 2, de gerar 2, 4, 6 de dano em 2 personagens utilizando os trocadores de cartas é absurdo. Adicionando uma pitada de maldade, tente imaginar colocando um Portal do Microverso em cena...
 

 Esta, assim como Concentrar Poder, é o tipo de carta que pode te salvar de uma derrota certa. A diferença é que ela é muuuito mais barata e não precisa vender seu carro para conseguir 3 dela. Em seu texto permanente, Entrada Triunfal permite ao personagem, caso este tenha o poder da Agilidade, utilizar a mesma no turno em que entra em cena. A Habilidade em si causa 1 ponto de dano e permite ainda que uma outra habilidade de agilidade possa ser utilizada neste mesmo turno. O que isso quer dizer: Que Kraven entra em cena dando 5 de dano em um alvo, e se isso não for suficiente, ele ainda pode utilizar sua ação inerente e causar mais 6. Agora adicione à esta sequencia a carta Movimento Ágil: Drax entra em cena causando 1 de dano (+1 da Nave do Inferno), Drax utiliza Movimento Ágil, que possui custo 0 e causa +1 de dano (com +1 da Nave). Drax explode o universo com sua habilidade inerente Potencial Desconhecido... Esteja com sua guarda levantada e seu rosto protegido, pois seu adversário quer te bater neste instante.
 

 Por fim, o Cubo Cósmico. Este Item Único permite que seu personagem utilize qualquer card que este esteja carregando, e mesmo que tenha o custo de, em sua fase de ajuste ter de descarregar um card deste personagem, o simples combo explicado acima de troca com Reestruturação Molecular recarrega o personagem com os cards perdidos. Causar +1 de dano para qualquer habilidade, como o Wolverine causando 3 penetrante na antecipação, Alvejar Comparsas de 3 de dano em 2 alvos, etc, é espetacular.
 

Certamente temos outras cartas importantes como Incursão Surpreendente, Garras Imoladoras + Shurikens, Manchete do Clarin, Voar Alto, etc, mas tornaria o report ainda mais extenso e deixo assim para uma outra oportunidade.
 

Bom pessoal, espero que tenha sido útil e que tenham gostado do post. Nos falamos em breve e qualquer dúvida ou algo que possa ajudar, fiquem à vontade em reverter aqui mesmo no canal Cecathi
 

Grande Abraço e “Taca-lhe pau de BS”, “Taca-lhe pau”

 

http://thehalloflegends.blogspot.com.br/

Please reload

Please reload